O Grupo Nossa Equipe Estrutura Produção Científica Projetos Teses e Dissertações TCC Artigos Notícias Eventos Vídeos Downloads Links Contato

2013. UTILIZAÇÃO DE MATURADORES PARA ANTECIPAÇÃO DA COLHEITA DO AMENDOIM RASTEIRO


Teses e Dissertações

Autor(es): Willians César Carrega

Data: 2013

 

Orientador: Pedro Luis da Costa Aguiar Alves

 

Palavras-chave: Regulador de crescimento, Arachis hypogaea L., Cultura de sucessão.


Resumo:

O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes maturadores na redução do ciclo das cultivares de amendoim rasteiro IAC 503 em duas regiões do estado de São Paulo. Os experimentos foram instalados no delineamento em blocos ao acaso com quatro repetições. Os tratamentos utilizados foram: aplicação de etil−trinexapac, glyphosate, MTD-O, sulfometuron metil e etefon em duas épocas alternativas, aos 80 e 100 dias após a semeadura (DAS) e um tratamento testemunha. Para as avaliações morfológicas foram analisados os seguintes parâmetros: altura das plantas (cm), comprimento do ramo primário (cm), número de nós, número de ramos secundários, número de “pegs” (ginóforos) e número de vagens. A maturação das cultivares foi caracterizada avaliando-se as parcelas colhidas em três épocas pré-determinadas. Em cada época foram amostradas 200 vagens por parcela para determinação do grau de maturação. As demais plantas da parcela foram colhidas e as vagens utilizadas para determinação da produtividade. Os dados foram submetidos à análise estatística, utilizando-se o esquema fatorial 5x2 (produtos versus épocas de aplicação). Para o teste comparativo das médias, foi aplicado teste de Tukey ao nível de 1 ou 5% de probabilidade. Os dados obtidos também foram avaliados por meio de análises de regressão, utilizando-se o software OringinPro 8. Com o presente trabalho foi possível observar que há um potencial para diminuição do ciclo da cultura para a cultivar de amendoim rasteiro IAC 503 com o uso de etil−trinexapac a 150 g i.a. ha-1, glyphosate a 72 g i.a. ha-1, sulfometuron metil a 4,50 L i.a. ha-1 e etefon a 432 g i.a. ha-1.


Arquivo:

2017_02_0197250.pdf



Desenvolvido por Daksa